Aneth Santos

 

amigo05

Pequeno poema simples para um amor em líquido

Que do meu grito
fique pelo menos o eco
meu eco-lógico
pois se a vida resiste
se o ser insiste
é porque me faço,sempre presente
na mãe matriz,útero raiz
porque embalo sonos e sonhos
garanto vidas a sede sano
mas os humanos,loucos e insanos
pouco percebem o que represento
e gastam a contento
e não imaginam
que o amanhã
pode advir,em dor premente
e talvez nem possam
olhar os filhos seus,com seus filhos
embalando sonhos
ao sabor dos sons
doces…tranquilos
das cachoeiras.

Aneth Santos